Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perdidamente...

Um dia... vou acreditar no destino Fechar os olhos e deixar o vento levar-me... onde ele quiser vou acreditar nos sonhos vou acreditar em ti...

Perdidamente...

Um dia... vou acreditar no destino Fechar os olhos e deixar o vento levar-me... onde ele quiser vou acreditar nos sonhos vou acreditar em ti...

Encontrei casa...

 

Encontrei casa

um coração cheio de espaço

que me conforta

me aconchega

me escuta e me olha

mesmo que não me compreenda

Um coração quente

não daqueles mornos

que no instante seguinte estão gelados

Uma casa de portas e janelas abertas,

um coração sem braços,

mas se os tivesse estariam sempre abertos pra mim

uma casa cómoda

um porto de abrigo

Uma casa com vista para o mar

dos sonhos

pintada de lilás para me lembrar

das noites de luar

com palavras escritas e algumas riscadas

talvez magoas e recordações de antigos moradores

Vou renova-la e redecora-la

nas janelas vou escrever

amor

na porta vou consertar o vidro 

partido

que afasta quem passa

à entrada quero relva e terra

pra me lembrar dos teus e dos meus olhos

Encontrei uma casa,

finalmente

tive sorte

sem anuncios nem publicidade

encontrei a casa dos meus sonhos:

teu coração

 

 

 

 

 

3 comentários

Comentar post