Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perdidamente...

Um dia... vou acreditar no destino Fechar os olhos e deixar o vento levar-me... onde ele quiser vou acreditar nos sonhos vou acreditar em ti...

Perdidamente...

Um dia... vou acreditar no destino Fechar os olhos e deixar o vento levar-me... onde ele quiser vou acreditar nos sonhos vou acreditar em ti...

Palavras...

 

 

Ás vezes olhas-me, como se esperasses uma resposta. Ás vezes quero dar-te a resposta… aquela que queres ouvir. Mas fico presa, na timidez, meus olhos denunciam-me, mas sem palavras, fica difícil entender os significados. Pode querer dizer tanto, e ao mesmo tempo n ão chegar a onde queremos, que as palavras cheguem.
As vezes, preferia não falar, só abraçar-te, tirar do bolso, a folha que guardei pensando em ti…
Abrir, a folha já machucada com tantas dobras… abrir e oferecer-ta… talvez assim percebas, e não restem duvidas… As palavras dizem tanto… mas podem ser tão pouco

 

 

1 comentário

Comentar post