Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perdidamente...

Um dia... vou acreditar no destino Fechar os olhos e deixar o vento levar-me... onde ele quiser vou acreditar nos sonhos vou acreditar em ti...

Perdidamente...

Um dia... vou acreditar no destino Fechar os olhos e deixar o vento levar-me... onde ele quiser vou acreditar nos sonhos vou acreditar em ti...

ofereço...

 

Ofereço-te o só tempo…
 Sabes para que serve?!
Não!!!
No teu lugar também não saberia…
Ofereço-te palavras…
Hum assim está melhor
Já te podes exprimir
Mas dizer o quê!?
Os sentimentos não são palavras,
E ás vezes as palavras não chegam
São demasiado imperfeitas
Demasiado obscuras
Relativas talvez…
Eu digo sol…
E se tu não gostares de sol?!
Não me expressei como queria
Pronto, ofereço-te a amizade…
Assim já faz sentido
Algumas palavras ficam com outro sabor…
Ofereço-te amor e respeito
E tudo parece perfeito
Ou talvez não!
Ofereço-te paz e confiança
Assim parece melhor
Ofereço-te sorrisos e tudo o que de bom houver
Ofereço-te palavras duras de verdade
Ofereço-te a mão e ombro
Para quando te sentires só
Ofereço-te um abraço
E tudo mais que houver…
 
Devia ser assim todas as relações de amor
Entre pais e filhos
Entre amigos
Entre irmãos
Entre namorados
Entre marido e esposa
Entre o mundo…

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.