Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Perdidamente...

Um dia... vou acreditar no destino Fechar os olhos e deixar o vento levar-me... onde ele quiser vou acreditar nos sonhos vou acreditar em ti...

Perdidamente...

Um dia... vou acreditar no destino Fechar os olhos e deixar o vento levar-me... onde ele quiser vou acreditar nos sonhos vou acreditar em ti...

sentes...

 

 

Saudades, que nos matam..

deixam a sensação de vazio

esquecemos a distância

e o amor permanece

saudades, que não sabiamos o que eram

até partires

sentes saudades!?

ás vezes parece que não sinto

vivo feliz

sorrindo para a vida que me deste

vivo de pensamento em ti

mas as saudades não passam

nem o tempo sabe curar essa dor

o tempo não cura tudo.

As saudades não se curam

matam-se

ou matam-nos

não consigo matar as saudades que tenho de ti

a distancia amarga

e as lágrimas que não saem

acentuam a falta que me fazes

saudades...

sempre as sentiste...

Agora não sei

consegues sorrir comigo?

abraçar-me quando preciso?

amenizar a dor que essa saudade causa?

Saudades...

 tenho tantas

Tuas

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.